Deus em carne

João 10:22-33

“Eu e o Pai somos um”

(João 10:30)

Em Palavra

“Jesus nunca afirmou ser Deus.” É um mantra comum entre aqueles que rejeitam as afirmações cristãs. Mas este é um argumento de quem desconhece as Escrituras. Jesus, muitas vezes afirmou ser Deus. Verdade, Ele nunca disse "Eu sou Deus", mas Ele o fez com outras palavras. Este verso é a afirmação mais clara, mesmo que os cultos irão diluir e negar que Ele estava reivindicando divindade. “Ele estava apenas argumentando ser um em propósito, não em  essência,” eles comumente argumentam. Mas os que ouviam Jesus certamente compreenderam o que Ele quis dizer quando eles pegaram em pedras para atirarem Nele. “Você, um simples homem, afirma ser Deus", protestaram (v. 33). Jesus sempre fez afirmações extravagantes, e Seus inimigos sempre souberam as implicações.

Todas as vezes que Jesus perdoou pecados, todas as vezes que as pessoas o adoraram sem censura, todas as vezes que Ele disse “Eu sou”, Ele estava afirmando ser Deus. Isso é inequívoco, se alguém conhece o contexto dos Evangelhos. Ninguém familiarizado com as Escrituras Hebraicas se atreveria a perdoar pecado, a menos que estivesse afirmando divindade. Mas Jesus o fez (Mateus 9:2-3; Marcos 2:7; Lucas 5:21). Ninguém permitiria que as pessoas se prostrassem e O adorassem ou clamassem, “Meu Senhor e Meu Deus”, a não ser que estivesse clamando divindade pra si. Mas Jesus frequentemente o fez (Mateus 14:33; 28:9, 17; Lucas 24:52; João 9:38; 20:28). Ninguém ousaria usar o santo nome de Deus para si mesmo como um erro casual. Mas Jesus o pronunciou (Exodo 3:14; João 8:58). As tentativas de apedrejá-lo por blasfêmia eram frequentes. Seu oponentes sabiam claramente o que Ele estava falando.

 

Em Ação

Da próxima vez que alguém lhe disser que Jesus nunca afirmou ser Deus, ignore-o. Melhor ainda, corrija-o. E da próxima vez que você ler Suas palavras casualmente, como se fossem simplesmente o conselho de um bom professor, lembre-se desta verdade. Jesus não é apenas um bom professor; Ele é o Deus eterno. Uma vez vestido em carne humana e, agora, convidando-se para seu dia. Com reverência, deixo-o entrar.

"Nenhum fundador de qualquer religião se atreveu a reclamar para si uma fração das afirmações feitas por Jesus Cristo."

—Henry Heydt